Gente Engessada

Autora: Lilian Farias

 

Gente Engessada
Gente engessada não explode
Gente engessada mata
Porque gente engessada não foi ensinada a ser livre
É pássaro que vive em gaiola
Gente de desabraço
De desafeto
Gente engessada não
Transforma
Transborda
Ou forma
Gente engessada calcifica
Finca
Sem vínculos
Somente finca
Aliás, gente engessada mente
Sequer desmente
Ter Mente é trabalhoso
É ruir estruturas
É romper muros
Expulsar fantasmas
Gente engessada não cria
Tão pouco, recria
Nem peito, nem bundinha.
Pedra dura que
Nem água mole fura
Gente engessada nem à morte importa
Pois não há vida brotada para ser levada.

*

Lilian Farias é formada em Letras/Português pela UPE- Universidade de Pernambuco. Autora dos livros O céu é logo ali; Mulheres que não sabem chorar; FOME e Desconectada. Trabalha no movimento Social e  é blogueira nas horas vagas “Amo escrever sobre aquilo que incomoda!” http://www.poesianaalma.com.br/.

Latest Works

35 comments

  1. Nara Reply →

    Acabei de ver a postagem na fanpage do Poesia na Alma e vim ler, conheci seu trabalho pelo livro Mulheres que não sabem chorar e sempre consigo ficar sensibilizada com suas palavras, doces e que alfinetam ao mesmo tempo.

  2. Diane Ramos Reply →

    Oie..
    Adorei o texto.
    Achei muito interessante o seu texto, sem dúvida, nos faz refletir bastante… Já conhecia seu trabalho, mas, esse poema é simplesmente maravilhoso.
    Beijos

  3. Helana Reply →

    Oi Lilian,
    que maravilhoso e reflexivo seu poema, quando a gente para e pensa, vivemos em uma sociedade engessada, poucos são os grupos que querem mudar alguma coisa.

  4. Anna Caroline Reply →

    Oi, tudo bem?
    Sua poesia me fez refletir sobre como acabamos agindo dentro do que a sociedade diz ao invés de ser o que queremos de verdade. Tudo que é engessado demais atrapalha, impede de crescer, de ter sonhos, de ter coragem e de ser uma pessoa de verdade. O caminho mais fácil nem sempre é a melhor opção, é preciso lutar pelos sonhos e acreditar no impossível e assim quebrar as barreiras que impede o crescimento pessoal.
    Linda sua poesia.
    Beijos

  5. Camial Mondaini Reply →

    É notório que a Lillian tem um dom natural para com as palavras. Já li outros versos da autora em seu blog pessoal e sempre fico fascinada com a forma que ela brinca com as palavas. Gostei muito dessa poesia, de fato dá para sentir o que a autora sentiu ao escrever e com certeza conheço muita gente engessada.

    Beijinhos!

  6. Nina Spim Reply →

    Oi, tudo bem? Gosto muito da literatura da Lilian. E, apesar de não ler as poesias dela com frequência, assim como os seus romances, sei que vou encontrar algo que vou admirar. Achei estes versos muito bons, bem atuais – infelizmente, algo triste, né. Mas supernecessários, já que podem fazer refletir aqueles que são, justamente, engessados. Mas duvido muito que eles se verão no poema (dificilmente a gente veste arapuca que nos cabe, né? Hahaha). Adorei, que ótimo que a poesia nacional contemporânea está sendo divulgada, muito necessário <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com./

  7. No Conforto Dos Livros Reply →

    Olá!! 🙂

    Eu confesso que adorei esse teu poema!! 🙂 Gostei de me perder nas palavras e seu ritmo, no significado escondido (ou nem tanto) das declarações deixadas!…
    Acho que nada mais há a ser dito… Adorei!

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

  8. Alice Reply →

    OIii Lilian

    POesia linda e verdadeira, gente engessada mata, à eles mesmos aos poucos e aos que estão ao redor. Amei suas palavras e o sentimento que se pode sentir exposto nelas

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

  9. Aline Coelho Reply →

    Não sou muito de ler poesia, mas gostei de perceber na sua, que o foco (pelo que entendi) é a importância da mudança e da adaptação das pessoas as situações apresenta ao longo da vida. Foi interessante refletir sobre o assunto. Parabéns pela escrita. Sucesso!!!

    Leituras, vida e paixões!!

  10. Jennifer Silva Reply →

    Uau, que texto intenso! Deve ser bem difícil conviver com pessoas que não se abrem para o novo e pensam apenas nelas mesmas, isso me fez refletir bastante. Adorei o texto, bjss!

  11. Bruno Marukesu Reply →

    Interesse poema. Afinal, pessoa engessada dificilmente mudam de opinião ou tende a procurar novos ares.
    Confesso que há anos perdi o costume e prazer de ler poemas, mas de vez em quando me deparo com algum que me coloca a reflexão, isso quando eu creio que entendi a mensagem afinal o poeta querendo ou não é o circuito que encaminha a mensagem do poema que deve ser lido mesmo que se tenha inúmeras interpretações.
    Parabéns pelo poema, Lilian. Continue firme e forte no que você gosta de fazer. ^^
    Abraços.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

BACK