Rosa de Fogo: Erótica Africana e EVAngelho

Autor: Helder Simbad_

 

 

Agacha-se caçador
qual faminto leão

antílope é mulher
em cujas pernas reluz uma rosa
de fogo
e se banha nas mornas águas do Nilo

Avança o caçador caranguejandando
de Cabo Verde erecto
qual kazumbi
de súbito esconde-se a mulher
entre os milheirais
a noite de alcatrão

«QUIMERA»

 

quadrupla bebendo infinito
aquoso espelho kianda

predador afiando desejos
entre cortinados capins

agachada fêmea provocadora
abanando caudas

serpentina mão
afastando desejos leoninos

«INTE(R)RUPÇÃO»

 

Ela vinha numa sanga
eu vinho de palmeira
ou de volúpia

Sobuma azeda luz
de limão ao sol
o amarelo das gajajas
a rolandar a língua
chamada desejo

«COCKTAIL AFRICANO»

 

Teu corpo sobre o meu
a remar contra a maré
siameses do querer peneirando
montanhas do tempo

Carne da mesma carne
reunidas cordas de desejo
raízes eternas
de embondeiro preso à terra
os eléctricos fios
da paixão leem nas artérias
da alma o enredo
de contos à sombra da mulemba
até que o vento da morte
venha nos arrebatar os olhos
e de novo o cego querer nos infinite

«À SOMBRA DA MULEMBA»

 


minhas
o verbo miar
qual gato sobre os telhados do sonho
a caçar presas no coração
amor
cega-me
o teu toque
na distância dos dias

num canto deliro
um canto de lírio

em teu corpo arqueológico
desenterro o ancestral
animal nascido dEva
e nesse evento me invento Adão
primeiro homem a sugar
primeiro mel
antes da invenção das abelhas

«A INVENÇÃO DAS ABELHAS»

 

*

Ibinda Kayambu ou talvez Hélder Simbad é heterónimo de Helder Silvestre Simba André, nasceu aos 13 de Agosto de 1987, na província de Cabinda, em Angola. É estudante do 4ª ano do curso de Línguas, Tradução e Administração da Universidade Católica de Angola; professor de Literatura Africana no ICRA. É Coordenador Geral e membro co-fundador do Movimento Litteragris.

BACK