Anotações em uma bula …

Autor:  André Luiz Greboge

Morreu numa vida triste porque tentou viver noutras várias.

Os médicos advertem: viver causa cansaço de si.

A fechadura espiona meu olho enquanto apoio a curiosidade na porta.

O cachorro fuçava na grama e eu na minha cabeça.

Saciei o deserto quando morri.

Musgo nos muros, bolor do porão e aranhas do telhado. Não, o palácio nunca foi
abandonado.

Ceguinhas, as minhocas apontam para as nuvens, tentando perfurá-las.

Deitada com a arma na pesada na mão. Viveu o único momento

*

Licenciado em música e mestre em composição. Escritor por hobby.

BACK